sexta-feira, 7 de fevereiro de 2014

Carta aberta ao André Villas-Boas (é bom é...)


Querido André,

Quero começar por dizer-te que teria muito gosto em expor-te pessoalmente os motivos que me levam a escrever-te esta carta. (De preferência durante um jantar, eu de vestido preto, tu com barba de três dias, velas, sorrisos tímidos, desejos inconfessáveis...)

Posto isto, e de portista para portista, não acredito que não estejas a sofrer horrores por causa do nosso FCP. Ver o trii campeão nacional tornou-se um exercício doloroso. Eu dou por mim a querer que a semana dure, só para não ter que passar pelo sofrimento de mais um jogo ao fim de semana. Aquilo não é uma equipa, aquilo não é futebol, aquilo não é táctica, aquilo não é nada. Podemos culpar o Paulo Fonseca mas, a verdade é que aquele pobre idiota nem tem culpa. Ele simplesmente não sabe mais. Foi um erro de casting, tal como o Del Neri... Como diz o António Oliveira, o gajo estava habituado a pilotar um Fiat Uno, deram-lhe um Ferrari para as mãos e ele não sabe sequer ligar a máquina. (escolhi, esta comparação propositadamente para ti, pois sei como gostas de desporto automóvel, mais uma coisa que temos em comum, e há tantas outras para descobrir... marcamos o jantar?) 
Não fosse vergonha suficiente a forma de jogar do FCP, onze almas perdidas no campo, ainda temos de passar pela humilhação de ver, nas conferências de imprensa, um gajo com cara de palerma que ganha ao Marítimo por sorte, no último minuto dos descontos,  dizer que foi uma vitória à Porto!!! Mas este ser sabe o que o é o Porto??!! Ele deve achar que está no Atlético de Porto Salvo, só pode...

Sei que a tua liga agora é outra. Estás mais virado para outros voos, voos mais alto$, mas o teu clube precisa de ti.  Bem que podias baixar os teus honorários e dar um mãozinha no dragão afinal, é a tua cadeira de sonho! E, até podes ter feito muito dinheiro (demasiado até) lá por terras de sua majestade, mas nunca ganhaste tanto como quando estavas no Porto. Não sei se ainda irás a tempo de fazer um milagre, o tetra talvez seja já uma miragem, mesmo com o teu talento. Não te peço mais que uma vitória esmagadora na última jornada, a recordar aqueles 5-0. Mas, mais não seja, olhar para o banco e ver-te lá já é mais tranquilizador e (saboroso) que ver um Fonseca tolhido, em pânico por não saber o que fazer...

A tua nação precisa de ti, não lhe vires as costas...

Vemo-nos no Dragão (ou numa mesa de jantar à tua escolha...)






4 comentários:

Gado Amarrado disse...

Ok, esta dou de borla... Queres ver o André, em fim de semana que o campeonato inglês esteja parado, passa pelo Fé, frente à garagem do comércio do Porto.

Anónimo disse...

O posr está excelente. Parabéns. Só que o FC Porto já é tricampeão (AVB 1; VP 2) o que fere o post de morte.

MisS disse...

Gado Amarrado, já te disse que gosto muito de ti??

Anónimo, tens razão pá, os títulos são tantos que eu já me troco toda... (isto tem sido uma travessia no deserto... entre os arrepios do VP e o terror do PF bom futebol do AVB parece que foi há uma eternidade...)

Já foi corrigido. Esperemos a ressurreição do post...

Pulha Garcia disse...

Regresso por regresso quem habia de regressar era o Proença. Em TODOS os jogos até a acabar o campeonato, pá.