sexta-feira, 30 de novembro de 2012

Uma novidade no Brasil!!!


Agora para o calor do Verão que se aproxima por aqueles lados surge esta novidade numa edição limitada.
Gelado com sabor a bejeca, a jola ou se preferirem a cerveja!!
Para muitos o melhor de dois mundos junto, quanto a mim, digo que vou ter de experimentar para poder opinar devidamente, depois logo digo o que acho...

Better than porn....


O novo filme do Ridley Scott - "The Counselor" tem:





O loiro Brad Pitt


O latino Javier Bardem

O ruivo Michael Fassbender
Bendito sejas, caro Ridley....

Não há bem que nunca acabe...




Ontem o parlamento aprovou o fim dos privilégios aos estivadores. Para quem não sabe, os estivadores são aqueles que impuseram uma greve ao país que nos custou mais de mil milhões de euros de prejuízos e uma queda nas exportações de 6,5%. Os estivadores são aqueles profissionais que, nas manifestações, se confundem com uma claque de futebol, com os seus cânticos, coreografias, petardos e vestuário alusivo à causa. Os estivadores eram, até ontem, uma classe privilegiada. O acesso à profissão estava vedado ao consentimento dos sindicatos, o que fazia daquela profissão uma quase dinastia. Além disso , os estivadores não recebiam por horas extraordinárias, recebiam por turnos extraordinários, o que significava que se o estivador trabalhasse 10 horas receberia 16, o equivalente a dois turnos. Compreende-se a indignação dos estivadores, é difícil perder tais regalias. Temos pena...

 Caros estivadores, bem vindos à condição de trabalhador que só recebe pelo que trabalha...

Músicas que mexem comigo#32

U2
I Still haven´t found what I'm looking for


A minha música preferida do meu grupo preferido, com esta letra fantástica e que me diz tanto porque também  "I still haven´t found what I'm looking for"...
Lembro-me perfeitamente que quando os vi ao vivo e vi e ouvi o Bono a cantar esta música em particular pensei que tinha realizado um dos sonhos da minha vida!!

U2 -- I Still Haven 't Found What I'm Looking For :: Lyrics :: I have climbed highest mountain 
I have run through the fields 
Only to be with you 
Only to be with you 

I have run 
I have crawled 
I have scaled these city walls 
These city walls 
Only to be with you 

But I still haven't found what I'm looking for 
But I still haven't found what I'm looking for 

I have kissed honey lips 
Felt the healing in her fingertips 
It burned like fire 
This burning desire 

I have spoke with the tongue of angels 
I have held the hand of a devil 
It was warm in the night 
I was cold as a stone 

But I still haven't found what I'm looking for 
But I still haven't found what I'm looking for 

I believe in the kingdom come 
Then all the colors will bleed into one 
Bleed into one 
Well yes I'm still running 

You broke the bonds and you 
Loosed the chains 
Carried the cross 
Of my shame 
Of my shame 
You know I believed it 

But I still haven't found what I'm looking for 
But I still haven't found what I'm looking for 
But I still haven't found what I'm looking for 
But I still haven't found what I'm looking 

quinta-feira, 29 de novembro de 2012

Carta dos 70? Deviam era ser 69...


Já muitas vezes discorri aqui sobre a actual situação do país. Creio que é clara a assumpção, pelas minhas palavras, da minha tendência de direita, a qual não nego. A verdade é que já votei em diferentes quadrantes políticos, normalmente voto em pessoas e não em partidos contudo, depois da situação em que os socialistas deixaram o nosso país ganhei um ódio visceral a este partido e a algumas das suas personagens que, sem a mínima vergonha na cara, apontam o dedo aos outros e quando questionados sobre as asneiras que fizeram assobiam para o alto. Podem argumentar que a culpa não foi só deles, é verdade, Portugal nunca foi bem gerido, desde os nossos monarcas faustosos que somos, por natureza, gastadores mas, a verdade é que o cabrão do Sócrates e o seu partido levaram isto a um nível nunca visto. Não se esqueçam que o país não tinha dinheiro para salários e o tresloucado andava por aí a falar de TGV, de terceira travessia sobre o Tejo e terceira auto-estrada Norte-Sul. Estava o país a enterrar-se na crise e o ignóbil do ministro das finanças veio a público dizer que a crise já tinha passado. Nas vésperas das eleições estes senhores renegociaram as PPP'S apenas para duplicarem o seu custo, isto a dias do país ser resgatado. E se tudo isto não chegar, lembrem-se que o cabrão do Sócrates gasta mensalmente, no seu exílio dourado em Paris, uma média de 4 mil euros, sem lhe ser conhecido qualquer rendimento, de onde acham que veio o dinheiro?
Toda a gente tem o direito de errar mas, não a este nível, não a esta escala em que compromete o bem estar de uma nação, de um povo. A única coisa digna que o partido socialista tinha a fazer era pedir desculpa aos portugueses. Em vez disso, vemos os socialistas a gritar contra a austeridade que eles nos impuseram, a falar em folgas orçamentais que por certo só existirão nos bolsos do Sócrates e dos restantes membros da sua quadrilha.  Isto vem a propósito da já famosa Carta dos 70, uma carta subscrita por 70 "personalidades" onde exigem que o Primeiro Ministro recue ou se demita. A referida carta é encabeçada por Mário Soares, uma personalidade que, desde o 25 de Abril vive, ele e os seus familiares, à custa do Estado,  e que lhe permitiu construir um património gigantesco, onde se inclui uma Fundação, cuja função é bastante dúbia mas, que vive de subsídios públicos. Outra das personalidades é o deputado João Galamba, um boy do PS que fez carreira em empregos políticos, e que no período de governação do Sócrates viu serem-lhe adjudicados (por ajuste directo, pois claro) contractos públicos (sabe Deus para quê), no valor de várias dezenas de milhares de euros. A carta é também subscrita por Pilar del Rio, uma espanhola, viúva do nosso Nobel da Literatura, o mesmo que renegou o nosso país, escolhendo Espanha para morar e morrer, e a quem foi entregue um edifício histórico para sede da sua fundação.
 São estes os exemplos da nação que pedem que Pedro Passos Coelho se demita, mesmo quando 72% da população portuguesa renega eleições antecipadas. Eu, tal como certamente todos os portugueses, estou pelos cabelos em ouvir falar da crise, mas especialmente estou farta da dramatização da crise por parte dos média e sobretudo das vozes que não se rogam em ir à televisão criticar todas as acções tomadas pelo governo mas, que se esquecem que também elas por lá passaram e nada de bom deixaram. Não sei se o governo está a agir bem ou mal ( o meu cérebro não está formatado para macro economia), sei que não quero o meu país como a Grécia, onde há pessoas a morrerem por falta de medicamentos porque o país não tem crédito. Sei que temos que pagar o que pedimos emprestado, porque somos gente séria. Mas acima de tudo sei que alguém devia pagar pelo que estamos a passar e esse alguém não é quem lá está agora...

E o homem mais sexy de 2012 é... (soem os rufos)



O novo líder norte-coreano Kim Jong-Un foi eleito “o homem mais sexy vivo” em 2012, segundo o jornal do Partido Comunista Chinês, que deu tratamento sério a uma brincadeira feita pelo site satírico americano The Onion.
in: Exame 

Ai, estes comunistas...É caso para dizer, entre o homem e o cavalo, escolho o cavalo....

Porque gentileza gera gentileza, amor gera amor...

Vejam este video inspirador, porque não adianta reclamar do mundo e das pessoas e agir da mesma forma, temos de começar por nós próprios por nossas acções, ser a mudança que queremos ver no mundo, frase   cliché mas bem verdadeira...


quarta-feira, 28 de novembro de 2012

Tivesse eu vivido nos anos 60 e seria uma groupie...





"The Edgewater is a hotel in Seattle, Washington that is located on a pier over Elliott Bay. It is currently the only hotel in Seattle that sits over-water. In the 1960s the Edgewater became a popular destination for famous rock stars. Some of the bands to visit the hotel include the Beatles in 1964, the Rolling Stones, Frank Zappa, and Led Zeppelin. The Edgewater is unique because in the past it allowed customers to fish from their rooms on the north elevation.
On July 27, 1969, Led Zeppelin performed at the Seattle Pop Festival and stayed at the Edgewater. The band was known to have wild parties and was often joined by groupies. According to Zeppelin’s road manager Richard Cole, during one incident, things between a fish and a sexy red head got a bit intimate. On the day in question, Cole was in his room fishing with drummer John Bonham when they were joined by some women. Cole and Bonham had caught a large collection of sharks, at least two dozen, stuck coat hangers through the gills and then left them in the closet. The hotel room was also scattered with various types of smaller fish.
As parties go, one thing led to another and people began to lose their clothing. One particular woman in the crowd with red hair found herself with Cole. She made a unique request, so he decided to reach for a fish and the shark episode was born. Cole was later quoted: “Let’s see how your red snapper likes this red snapper. It was the nose of the fish and the girl liked it. There was nothing malicious or harmful and Mark Stein of Vanilla Fudge filmed the whole thing. After the story was published by the media a large collection of rumors began to circulate, but many were exaggerated. The band received bad press so they stopped talking about the event.
In 1973, Led Zeppelin returned to the Edgewater and the band was officially banned from the hotel after it was discovered that they had caught some 30 mudsharks and left them under beds, in closets, elevators, hallways, bathtubs, and all over their rooms. They threw stuff out the windows into Elliott Bay, including beds, TVs, mattresses, lamps, drapes, and glassware. Since that time Robert Plant has been welcomed back to the Edgewater. "

Hoje ligaram-me da DECO

Uma senhora muito simpática a perguntar se eu não queria ser sócia da DECO, eu também muito simpática disse que estava a trabalhar e que por isso não podia falar ao telefone que ligassem após as 19h, na altura se me ligarem não pretendo atender porque não tenho interesse em ser sócia da DECO. Atenção não nego o valor de tal instituição, simplesmente não me interessa gastar alguns Euros para pagar as cotas, mas por outro lado sei que fazem um trabalho muito válido na sociedade e que eu própria já recorri para algumas reclamações e penso se calhar até podia ser sócia afinal o dinheiro vai ser bem utilizado. E hoje em dia em que meio mundo tenta enganar outro meio é bom saber que há alguém disposto a lutar pela defesa do consumidor, por exemplo vejam a foto em baixo é um caso gritante de mau serviço ao consumidor, coitada da moça que ficou com a tatuagem torta, certamente a borboleta deveria ser simétrica e por negligencia do tatuador algo que deveria ser uma obra de arte capaz de deixar qualquer um de boca aberta perante tanta beleza, somente provoca estranheza a quem vê e até algumas gargalhadas!! Acho até que a moçoila tirou esta foto mesmo para enviar á DECO juntamente com a queixa contra o tatuador....


terça-feira, 27 de novembro de 2012

Porque há questões que só se resolvem à moda antiga...





Sempre apreciei a figura dos duelos. Era uma forma rápida e eficaz de resolver contendas. Um chateava o outro, desafiava-se para um duelo e pronto, quer morresse quer matasse, a verdade é que o problema estava resolvido. Não mais aquele ser chateava ou era chateado. A radicalização da solução também evitava muitas chatices, pois, no caso do sujeito não ser maluco, só desafiava alguém que sabia que poderia vencer, ou porque era mais rápido e destro, ou porque tinha uma arma maior. Achou a contemporaneidade que esta solução era demasiado violenta para os cânones modernos e acabou-se com a mesma. Os duelos, como quase tudo na vida, democratizaram-se e estão agora ao alcance de qualquer um. Com a pequena diferença que agora ninguém morre e por isso, qualquer badameco se sente no direito de desafiar, tendo ou não argumentos, tendo ou não armas. E fá-lo porquê? porque sabe que nada lhe poderá acontecer, não é que vá levar um tiro nem nada, e no final das contas, mesmo que perca, ganha, porque conseguiu fazer com que o outro perdesse tempo, paciência e gastasse munições que, infelizmente não ferem como deviam. E assim está o mundo subjugado aos covardes....

Hoje estou assim...




Porque é que Abril tarda em chegar???.......

Boas Noticias!!!!

Uma luz de esperança na luta contra o cabrão do cancro!!
E descoberta por portugueses, ver aqui

DESIRE...

Porque aqui neste estaminé fala-se de tudo, hoje mostro o novo vídeo lançado pela Mercedes para a publicidade do SLS AMG Roadster  em que ouvimos um monologo bem inspirado pela voz   do actor Dougray Scott e que termina com a a frase:
"Desire is something you can't control!"
E de facto é mesmo verdade e o que eu desejava conduzir uma máquina daquelas!!!


Só um pequeno apontamento este carro foi descrito por  Jeremy Clarkson do famoso programa Top Gear como "o melhor carro do mundo".

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Crónicas de FDS

Pois o FDS passou e, já é de novo Segunda-feira e começou mais uma semana de stress, reboliço e aturar gente lunática e incompetente.
Do FDS que passou ficaram bons momentos vividos entre família e amigos, no Sábado iniciei as minhas compras de Natal, comprei uns mimos para mim, passeei na rua apesar da chuva, fui jantar a um restaurante que me aconselharam como sendo muito bom mas que a mim não me enche as medidas, logo não tenciono lá voltar e, acabei a noite a rir muito junto dos amigos num local que gosto sempre de voltar.
O Domingo trouxe o aniversário da minha mãe, logo houve um almoço em família num restaurante no meio do meu Minho profundo, num local perfeito no meio de montanhas repletas de verde que emergiam no meio do nevoeiro, deliciei-me com um almoço tipicamente minhoto, rojões com papas de sarrabulho enquanto desfrutava de uma paisagem de cortar a respiração. Como manda a tradição na minha casa, no dia 25 de Novembro fazem-se as decorações de Natal e, ontem não foi excepção, como sempre a Mona fez o trabalho e deu as ordens, eu limitei-me a seguir instruções mas o resultado como sempre foi lindo e até já tem alguns presentes debaixo do pinheiro. A noite terminou com um desastre, deixei cair o meu tão amado IPAD e o vidro ficou estilhaçado, ainda funciona mas vejo tudo através de um ecrã cheio de ranhuras, felizmente tenho seguro e hoje já o activei estando só à espera de saber se me vão dar um novo ou se este irá para reparar, que caso venha acontecer vamos ficar separados por uns 15 a 20 dias o que vai ser a mais longa separação desde que nos conhecemos....

Dê sangue....

Ontem, pela 3ª vez este ano, vi-me impedida de dar sangue*. Não o podendo fazer, a única alternativa que tenho é incentivar os outros. Por isso: Leitores deste humilde boteco é FAVOR DAR SANGUE (e já agora fazer tb o registo para a doação de medula óssea)

*Os meus valores de ferro estão em baixo e uma simples dádiva pode provocar uma anemia.

I don't give a shit...

 
Segunda-feira, please be good!
 
 
P.S. o que vale é que só vou trabalhar de tarde...
E, só espero que ninguém me foda! Eu não tou pra isto!
 
 

domingo, 25 de novembro de 2012

Movies & Poetry III.

 
Apocalypse Now

&
 
Mistah Kurtz—he dead.

      A penny for the Old Guy

      I

We are the hollow men
We are the stuffed men
Leaning together
Headpiece filled with straw. Alas!
Our dried voices, when
We whisper together
Are quiet and meaningless
As wind in dry grass
Or rats’ feet over broken glass
In our dry cellar

Shape without form, shade without colour,
Paralysed force, gesture without motion;

Those who have crossed
With direct eyes, to death’s other Kingdom
Remember us—if at all—not as lost
Violent souls, but only
As the hollow men
The stuffed men.
 
(...)
 
T. S. Eliot

Faltam-me costelas de feminilidade...


Sou gaja, menina, mulher, dama, enfim... pertenço ao género feminino e, embora tenha um belo par de mamas que o ateste, faça xixi sentada e 3 dias por mês fique insuportável, por vezes duvido do meu próprio género, é que há coisas de gajas que, por mais que tente, não consigo compreender. Eis uma lista...
 
- o fascínio pelos gatos
- passar frio por vaidade
- o pânico ao partir uma unha
- a moda das manicures artísticas
- pensar nas calorias enquanto comem algo delicioso.
- usar kilos de maquiagem ao ponto de ficar com a cara de um mestiço no pescoço de um albino
- a vergonha em falar de sexo
- a necessidade de se compararem com outras gajas
- os ciúmes dos amigos dele
- ficar muito ofendida com piadas sexistas
- culpar a outra gaja pela traição dele
- achar que mudar um pneu não é tarefa para senhoras
- o medo de insectos
- as recorrentes dores de cabeça
- a greve de sexo
- precisar de um homem para ser mulher
...

Domingo perfeito


Eu diria mais, have lots of good sex!!!

sábado, 24 de novembro de 2012

Corta tesão...


A mim corta, aliás mata por completo, nem com as flores lá vai ...mas se alguém por aí gostar, não serei eu a condenar os gostos alheios...

Dou uma nota positiva pelo esforço na produção e pela originalidade, temos de admitir que o gajo esforçou-se!!

Espírito do momento!



Let the Christmas shopping begin...




Hoje começa a maratona das prendas... e as primeiras são sempre as crianças!!!
Amo ... Passava o ano inteiro nisto se pudesse.

sexta-feira, 23 de novembro de 2012

Coisas da Mona XXIX

 Antigamente era assim, levava tudo a peito... agora?
"Tou-me a cagar"...

(eu própria era uma coninhas... coisa que detesto...)
Ainda bem que mudei, ou melhor, cresci, mas em algumas coisas, serei sempre a Mona!

Pois é...


Neste caso não há poções milagrosas... ou como diz a Miss S,

"Quem nasceu pra lagartixa nunca chega a jacaré!"

Coisas da Mona XXVIII

 
destesto pessoas merdosas...
coninhas mesmo...
e no meu trabalho encontro tantas!
 
Puta de sorte a minha... só tenho quem me foda...
(and it's not the way I want to be fucked)

Coisas da Mona XXVII

Amanhã vou buscar o meu Passaporte! Ieeeeiiiiiiiii
Pelo qual paguei 65€... Ora fodasse, chulos do Caralho*

O que fariam....

se ao conferir a "puta" da conta do supermercado, reparessem que alguns artigos que alegremente trouxeram para casa, não estavam registados? E mais, e se os mesmos tivessem talão de desconto e que foi descontado????....ah?....

Músicas que mexem comigo#31

Titãs
É Preciso saber Viver


Está tudo dito no título...
E a música é linda!

Este post contém linguagem que pode ser considerada insultuosa, se for coninhas não o leia

Puta que pariu para aquelas pessoas que "ah e tal é tão feio dizer palavrões". É feio o caralho. Feio é roubar, matar e dizer mal das pessoas pelas costas. Feio é ser um filho da puta que só está bem a foder os outros. No norte dizem-se muitos palavrões, aos dezasseis anos, todos os nortenhos, homem ou mulher, recebe um salvo conduto para poder dizer palavrões. E não somos mais feios por causa disso. Pelo contrário, somos mais felizes, genuínos, divertidos e espontâneos. Somos até mais saudáveis. Umas caralhadas de vez em quando é terapêutico e  faz bem à saúde. De certeza que haverá um qualquer estudo que  atesta que as pessoas do norte morrem menos do coração. E como se explica isso, tendo nós os rojões, as papas de sarrabulho, as francesinhas, as tripas e outras especialidades gastronómicas potenciadoras de um enfarte fulminante? Há 3 receitas: caralho, foda-se e puta que pariu várias vezes ao dia! Além do seu efeito tranquilizante, estas palavras, constituídas por letras como todas as outras (ainda estou para perceber como é que puta é feio e putativo não), têm vital importância ao nível sintáctico. O caralho e os seus primos deveriam ser reconhecidos como uma figura de estilo, já que enriquecem e facilitam a compreensão. Dizer "pisei cocó" até parece uma coisa boa, quando na realidade calcaste foi merda. Dizeres "vai-te embora", a alguém que te desrespeitou, faz-te parecer a Ágata, um "vai pó caralho" transmite a verdadeira mensagem. Como é que uns vocábulos com estas qualidades podem ser adjectivados de feios? Feios são aqueles que têm uma mente tão pequena que não suporta um caralho...

Pois é...


E não é que é mesmo assim? Ser mãe implica estar ao serviço 24 horas por dia, 7 dias por semana.... Beijinhos a todos e um óptimo Fim de Semana!

Porque as palavras não dizem tudo...



"Num único beijo saberás tudo aquilo que tenho calado."

PABLO NERUDA

quinta-feira, 22 de novembro de 2012

Coisas da Mona XXVI

 
and fuck me hard*
 
 
* sim estou a ler o 50 Sombras de Grey...

Porque nem tudo é mau...

Vi hoje este video e amei! 


Porque nem tudo na vida é mau, embora na azafama do dia a dia por vezes seja difícil lembrar disso. Seja por andarmos tão embrenhados nos nossos problemas, na nossa rotina, no nosso desânimo, ou porque nos deparamos com gente desonesta, falsa, sem escrúpulos que não hesitam em pisar nos outros para conseguir o que querem, ou por esperarmos determinados comportamentos das pessoas que nos rodeiam e em vez disso levamos com um balde de água fria que nos mostra que não devemos ter grandes expectativas nem esperar que façam por nós o que certamente faríamos por eles, ou mesmo porque achamos que estamos seguros em algo e de repente levamos um tombo tão grande que ficamos a pensar se vale a pena levantar...
Vi este video e amei, porque me fez sorrir porque mostra que sim, no meio de tanta merda que a vida traz, também traz coisas boas, pessoas boas, honestas, traz amor, amizade, sorrisos, gentileza e todos nós por vezes precisamos de nos lembrar que essas coisas de facto existem e não são um mito urbano.

Só para dizer...

 
Como diz a Miss Smile,
 
" É só atrasos de vida!"

Hoje acordei assim...

Ao som desta música, que adoro e me dá uma pica tremenda e com a noticia que estes meninos no dia 20 de Julho de 2013 actuarão no Festival Marés Vivas em Gaia, na praia do Cabedelo bem junto ao Rio Douro...
2013 vai ser uma ano em grande em matéria de concertos!!!
O problema vai ser a carteira sempre vazia!

Nicolinas as festas pagãs em nome de um santo

 
 
 
Versão resumida do que não interessa: As nicolinas são as festas estudantis mais antigas do país, celebram-se em honra de S. Nicolau, patrono dos estudantes. São organizadas pelos estudantes masculinos do liceu. Os festejos iniciam-se sempre no dia 29 de Novembro com a festa do Pinheiro e as ceias nicolinas. As festas prolongam-se por sete dias com eventos como as maçãzinhas, o pregão da academia, a roubalheira, o baile nicolino, as danças de São Nicolau e as novenas.


Versão detalhada do que é realmente importante: as Nicolinas têm o seu ponto alto na noite do pinheiro. Nesta noite realizam-se as ceias nicolinas, todos saem e comem rojões com grelos (os grelos são importantes e, não, não é por acaso...) nos restaurantes da cidade,  e começam a beber cedo, afinal estamos em fim de Novembro e é preciso aquecer... Já morninhos, seguem para o Campo de São Mamede com o bombo a tiracolo, para iniciar o desfile. O desfile é encabeçado por um carro de bois que carrega um pinheiro, o maior encontrado em todo o concelho. É importante que este seja grande, pois o pinheiro representa a a espingarda... o júnior... o amiguinho (perceberam certo?). Atrás do pinheiro seguem os nicolinos a soar os toques nicolinos nos seus bombos e caixas. O objectivo? Pois que o objectivo é tocar de forma ininterrupta, até as mãos sangrarem e a pele do bombo rebentar (não, não dói,o vinho verde tem efeitos anestesiantes). Representa isto o roubo da virgindade, o sangue das mãos que suja a pele rebentada... Quem consegue esta proeza é sempre aplaudido e invejado, auspicia-se bons desempenhos sexuais ao tocador. O cortejo segue pela cidade até ao local onde o pinheiro será enterrado. O enterrar do pinheiro é também a metáfora para o acto sexual, creio que não preciso de ser mais explicita... Depois de firme e hirto ao alto o pinheiro a confiança sexual dos machos vimaranenses está reestabelecida por mais um ano...

quarta-feira, 21 de novembro de 2012

Caros judeus,



vocês podem ter o poderio económico,
o controlo da economia mundial,
o apoio das nações mais poderosas,
as melhores armas,
o maior exército,
podem até ter o Deus mais influente

mas,

enquanto houver um homem capaz de colocar uma bomba às costas e rebentar um autocarro,

vocês nunca ganharão esta guerra. 

Amei-te viver 2012...

Parece que o Natal está já ai a chegar... mas eu penso muito mais à frente...
 
Parece que ainda foi ontem que fiz 30... mas já se passaram 8 meses...
É de mim ou este ano passou mesmo muito rápido... ou sou eu que acelero muitas vezes e o meu estado de espírito como sempre é um ser inconstante. Quero muito e quero já... outras vezes tenho a sensação que não se passa nada! Enfim...
 
Este ano, foi um ano de mudança, de estagiária passei a prestadora de serviços, tive dois meses "between jobs" leia-se desempregada, dei um pontapé final num erro de casting (o meu ex... mas onde é que eu tinha a cabeça para andar com aquilo? fuck), apaixonei-me por um rapaz ainda mais inconstante do que eu, e muito novo (double fuck) e, para acabar em grande, tenciono terminar 2012 do outro lado do atlântico... ou se preferirem, começar um novo ano do outro lado do oceano...
 
É o mesmo de sempre, ora feliz, triste, paranoica, louca, pensativa, sonhadora, amiga, desbocada, refilona e/ou resmungona, teimosa, sensível, introvertida e extrovertida, vivo numa eterna dualidade... Puta que pariu!
 
Ah 2012 também foi o ano em que voltei a fazer exercicio fisico ou será melhor dizer comecei porque na realidade nunca fiz o que tenho feito... e os resultados são bons!
 
No geral foi um Ano Bom... não posso reclamar e se continuar assim já fico contente! Mas quero mais, evidente!

O meu problema ...

 
é que nunca deixei de acreditar no Pai Natal...

terça-feira, 20 de novembro de 2012

E se?




E se  não complicasses a vida?

E se dissesses "gosto de ti" em vez de estares com jogos de sedução que só levantam dúvidas?

E se deixasses de ter medo e começasses a viver?

E se deixasses de acreditar no amor e te libertasses desse jugo?

E se dissesses  "dás-me tesão gostava de pinar contigo" em vez de fazeres promessas que não tencionas cumprir?

E se fosses atrás do que queres em vez de esperar pelo momento certo que nunca chega?

E se parasses de citar os outros e escrevesses a tua própria história?

E se lhe dissesses que não os suportas em vez de os aturar por mera educação?

E se cortasses relações com todos os que desprezas?

E se lhe desses um valente tabefe em vez de reprimires esses desejo?

E se mandasses tudo pó caralho e fosses para uma ilha tropical fazer cocktails?

Serias tu mais feliz?

Dia do Pijama!!


Hoje é o dia nacional do pijama e mais de 65 mil crianças até aos 6 anos vão passar o dia nas escolas usando os seus pijamas. Esta iniciativa partiu da Associação Mundos de vida e pretende chamar a atenção para a necessidade de aumentar as famílias de acolhimento em Portugal. Eu já vi algumas fotos de crianças com seus pijamas na escola, incluindo os lindos filhotes da nossa Isa e devo confessar que achei a iniciativa giríssima  não só pelo motivo, mas também pela alegria que certamente proporcionou a muitas crianças por terem um dia diferente!!
Quanto a mim, gostava de ter aderido ao dia nacional do pijama mas era mesmo não ter tirado o meu e neste momento estar a dar-lhe o devido uso na caminha!!!

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

Serás uma princesa, ou haverá ainda esperança para ti?

Tens de levar a janta à tua avó que mora do outro lado do bosque e passar pelo lobo mau,
a) acreditas no pai natal e por isso segues com fé a cantarolar.
b) pões a tua .38 junto aos bolinhos de bacalhau da velha.
c) vestes a mini-saia, e esperas ser comida pelo lobo mau.

Moras com sete gajos baixinhos por favor, como é que pagas a estadia?
a) a lavar, passar e fazer de comer para os amiguinhos.
b) prometes arranjar um emprego e sindicalizas-te na CGTP.
c) escolhes o mais jeitoso e enrolas-te com ele.

A tua madrasta e as meias irmãs obrigam-te a fazer os trabalhos domésticos,
a) obedeces e pedes ajuda aos teus amiguinhos do reino animal.
b) deitas-lhes cianeto na comida.
c) Apoderas-te das pratas e do faqueiro christofle e foges com o caseiro de abdominais definidos.

Um gajo todo jeitoso desperta-te com um beijo,
a) marcas a data do casamento
b) dás-lhe um sopapo nas ventas só pelo abuso
c) tiras-lhe a camisa, abres-lhe o fecho e conferes se vale a pena o material.

Vives presa numa torre,
a) esperas pacientemente pelo príncipe, enquanto isso os teus cabelos crescem 86 metros
b) dás finalmente uso aos ensinamentos do Macgayver
c) vais para a janela mostrar as mamas ao primeiro gajo que passar, e prometes que deixas apalpar se te libertar.


Resultados:
Maioria de respostas A: Julgas-te uma princesinha cor de rosa. O teu sonho era ser loira e trabalhar na parada da Disneyland. És um caso perdido...

Maioria de respostas B: És um tanto ou quanto violenta, podes transformar-te numa arma de destruição maciça a qualquer momento. Precisas de aulas de controlo da raiva. Canaliza a tua fúria para o sexo e serás mais feliz.

Maioria de respostas C: És uma galdéria feliz. Continua assim.





Por Falar em neura...

E também em Muse aqui vai uma música perfeita para exorcizar neuras, má disposição e afins...



Excelente noticia para começar o dia!!


Mesmo o que eu precisava para afastar a neura que se apoderou em mim nos últimos dias, agora é esperar até Junho!!!

domingo, 18 de novembro de 2012

Este blog vai passar a ser de valor acrescentado...


É sempre agradável constatar que há quem cá venha, e não são poucos, à procura de putedo...

Movies & Poetry II.

The Piano

&

There is a silence where hath been no sound, 
There is a silence where no sound may be, 
In the cold grave—under the deep deep sea, 
Or in wide desert where no life is found, 
Which hath been mute, and still must sleep profound; 
No voice is hush'd—no life treads silently, 
But clouds and cloudy shadows wander free. 
That never spoke, over the idle ground: 
But in green ruins, in the desolate walls 
Of antique palaces, where Man hath been, 
Though the dun fox, or wild hyæna, calls, 
And owls, that flit continually between, 
Shriek to the echo, and the low winds moan,— 
There the true Silence is, self-conscious and alone.

Thomas Hood


 


 

Somewhere over the rainbow...




never trust a writer when the theme is love...


sábado, 17 de novembro de 2012

Fuck off or I Fuck you...

Tenho dois fodilhões lá em casa...

Até agora chamava-os de "o par de jarras" de tão insossos e insípidos que eles são, (achava eu) mas hoje, quando cheguei a casa à hora do almoço, apercebi-me que estavam juntos na casa de banho (geralmente estão no quarto ou na cozinha) a tomar banho e certamente outras coisas mais... Puta de sorte a minha...

Ontem, ainda estava com esperança de ter a casa só para mim... a senhoria viajou, mas a gaja que vive lá em casa não (e o namorado que também está sempre lá, mas não paga renda, já começo a parecer a senhoria) fazem questão de me relembrar do que eu não tenho e gostava de ter... Puta que pariu...

A juntar à festa do pinanço estou a ler o livro sensação deste verão... "As cinquenta Sombras de Grey"!!! Fuck,fuck, fuck...

Por isso, da próxima vez que o vir, acho que lhe salto (mesmo) para cima (ou atiro-me do 1ª andar)!

Gandy, Gandy...

David Gandy
 
I would like to fuck you!!!! 
 
Sincerely yours, Mona.

Coisas da Mona XXV



 
Adoro o som da chuva... e o da tua voz!

Tudo o que vemos ou parecemos ... não passa de um sonho dentro de um sonho

"A Dream Within a Dream" by Edgar Allan Poe


          Take this kiss upon the brow!
          And, in parting from you now,
          Thus much let me avow-
          You are not wrong, who deem
          That my days have been a dream;
          Yet if hope has flown away
          In a night, or in a day,
          In a vision, or in none,
          Is it therefore the less gone?
          All that we see or seem
          Is but a dream within a dream.


          I stand amid the roar
          Of a surf-tormented shore,
          And I hold within my hand
          Grains of the golden sand-
          How few! yet how they creep
          Through my fingers to the deep,
          While I weep- while I weep!
          O God! can I not grasp
          Them with a tighter clasp?
          O God! can I not save
          One from the pitiless wave?
          Is all that we see or seem
          But a dream within a dream?



 

Coisas da Mona XXIV

 
Sonho contigo... ou melhor,
Sonho connosco... exactamente assim!

Rir é o melhor remédio...

 
and
I love me.
 Because I make me laugh, so much...

sexta-feira, 16 de novembro de 2012

É na dor que encontramos o sentido...

Hoje pediram-me para escrever um elogio fúnebre. Fui completamente apanhada de surpresa com este pedido, afinal eu não era muito próxima do falecido. Conhecia-o, sou amiga da família e a tragédia tocou-me muito (o senhor, um homem ainda novo, teve uma morte súbita, enquanto jogava à bola com os amigos) mas fiquei apreensiva com o pedido, o que é que haveria de escrever sobre uma pessoa que mal conhecia? Claro que a amizade e carinho que tenho pela família assim como o enorme respeito pela pessoa em causa levaram-me a aceder imediatamente ao pedido. Quando perguntei à irmã o que é que eu deveria escrever para a despedida do seu mano mais velho, apenas me disse para me pôr no lugar dela. Assim fiz. Fechei-me no meu gabinete, iluminada apenas pelo cinzento do céu e o ecrã do pc e imaginei tamanha dor. Durante uma hora escrevi e chorei. Chorei pela inevitabilidade de uma dor que ainda não sinto. Chorei pela vulnerabilidade do que somos. Chorei pela persistência da dor e angústia e pela fugacidade das alegrias. Chorei pela natureza humana que nos permite esquecer a mortalidade e adiar o que é realmente importante. Lavei a minha alma enquanto escrevia aquelas linhas, que eram para o Q.J. mas poderiam ser para qualquer pessoa que seja amada. Despertei os meus medos, enxuguei-os e voltei a arrumá-los, agora mais visíveis, relativizei os problemas que me atormentam e por momentos vislumbrei o sentido da vida. Não há nada como a morte e o medo de perder quem amamos para encontrarmos razões para sermos felizes. Afinal a única coisa que verdadeiramente importa na puta desta vida não é o que temos ou conquistamos, não é o que somos ou queremos ser, não é o que os outros pensam de nós ou como nos vêem, é sim e apenas a forma como amamos e somos amados, é aí que está a nossa imortalidade.

FODA!!!!

Grande Foda!!
Puta que pariu...
Apetece-me mandar tudo pó caralho!!
Fodasse; fodasse; fodasse!!
Acabei de ser fodida e pior a seco sem preliminares nem nada!!!


Nota: não, este post não é da Mona é mesmo da Gija e volto a dizer grande foda!!

É TUDO IGUAL!!!

A propósito  deste post, que, By the way, devo admitir também acontece comigo o que por vezes me faz querer bloquear o meu cérebro para que não me traga essas imagens mentais que podem ser traumatizantes... Lembrei-me de algo que um colega meu de trabalho costuma dizer e que é mais ou menos isto: " Não importa o dinheiro, a fama, posição social ou status que uma pessoa tem em relação a outra, pois ao nascer, ao morrer, ao cagar e ao foder somos todos iguais!" O autor não sendo propriamente um filósofo e muito menos um intelectual, tem muita razão naquilo que diz, de facto pode até ser a pessoa mais poderosa do mundo, mas quando se senta no trono para arrear é exactamente igual a todos os outros, o que sinceramente deve ajudar a colocar as coisas em perspectiva quando se está perante certas pessoas cujo status é de facto superior ao nosso o que certamente poderá intimidar. Por outro lado também é uma boa frase para dizer a alguém que se julgue superior ou melhor que os demais, só porque calha ser famoso ou ter algum dinheiro, em todo o caso aqui fica a dica para quem quiser usar, porque no fundo é tudo igual!!!

Músicas que mexem comigo#30

MUSE
Feeling Good


quinta-feira, 15 de novembro de 2012

Devia ter percebibo que o dia ia ser uma merda quando:

acordei às 6 da manhã e não consegui voltar a adormecer;
a caldeira bloqueou quando ainda tinha o champô na cabeça;
rasguei dois pares de collants ao vestir;
ao pequeno almoço, recebo a notícia da morte súbita de um conhecido.

Agora vou enroscar-me debaixo do edredon de penas e preparar-me para amanhã que também já deu sinais que não vai ser fácil...


Há dias em que a vida é puta....


Surpresa Agradável!

Ontem á noite quando cheguei a casa depois de mais um dia desgastante de trabalho, aguardava-me uma muito agradável surpresa, havia correio para mim, havia o de sempre, publicidade, contas, cartas de bancos, mas no meio disso tudo havia também um postal de uma amiga!  Eu ainda me lembro de escrever cartas e postais para os amigos e também de os receber, mas agora nesta era que vivemos em que temos telefone, internet, com ferramentas como o Facebook, o Skype, o Facetime, acho que quase ninguém escreve cartas nem postais. E confesso soube mesmo bem pegar naquele postal vindo de uma das minhas cidades preferidas, Paris enviado por uma querida amiga a P. Há alguns dias atrás eu comentei uma foto dela no Facebook em que ela estava á entrada do meu museu preferido o Musée d' Orsay para ver esta exposição, e na altura confessei a minha inveja por não lhe fazer companhia nessa visita, ao que ela de imediato me convidou a aparecer por lá. Com muita pena minha não poderei ir ver a exposição, resta-me o souvenir do postal relativo a ela com as palavras simpáticas da P escritas no verso, mas trouxe-me saudades de Paris, cidade que já visitei inúmeras vezes e sempre me encanta, sempre tem algo novo para eu descobrir, por isso uma das minhas resoluções para 2013 é regressar a Paris!! Sim P. em breve faço-te uma visita fica desde já combinado, quem sabe por altura dos nossos aniversários...E não te esqueças que te espero cá para vermos Marisa Monte em Abril!!!

Foto do meu postal, lindo e cheio de palavras simpáticas, aqueceu-me o coração, Obrigada P

quarta-feira, 14 de novembro de 2012

Isto é a inveja a falar!!!

Até concordo que uma mulher que tem um Macho como o Hugh Jackman para levar pelo braço a todo o lado, não precise de se preocupar muito com aquilo que veste e com adornos, pois o acessório mais belo e chamativo que leva vai ser sempre a companhia, mas minha querida Deborra, podias ter só um bocadinho de gosto a vestir e a calçar!!

 Admiro a coragem da mulher em sair á rua nestes preparos...



Mas por outro lado olho para esta foto e acho que ela deve olhar para o restante mulherio, que até tem brio a vestir, e deve rir-se da nossa cara pois mesmo sem gosto a vestir é ela quem dorme e anda na ramboiada com o bonzão do Wolverine!!

Bloggo mas não sou blogger

Há dias, numa sala de espera, enquanto folheava uma revista social, descobri que o Manuel Luís Goucha namora com um blogger muito conceituado do Porto. Vinha lá inclusive o nome e a foto do namorado, que eu não conheço nem nunca ouvi falar, ignorância minha claro e não falta de mérito do homem. Hoje ao ler o Shiuuu vejo este segredo (que cá para nós que ninguém nos ouve revela uma dor de corno do caraças). Mexericos à parte, o que não deixa de ser curioso é o fenómeno social que daqui desponta. O blogger é já uma personagem social, uma ocupação, uma identidade. Um ser endeusado sem direito a ter defeitos e a  encarnar um idiota de quando em vez. Acredito que alguns se auto-proclamem  celebridades e estejam já à espera de convites para desfilar num qualquer Carnaval do país. Só um pequeno reparo, não é difícil escrever para as massas, basta dizer o que elas querem ouvir, descrever cenários idílicos e criar enredos amorosos com drama qb. Se for homem então, tem o caminho aberto. Uns posts sobre solidão, um desgosto amoroso, umas descrições românticas, uma carreira de sucesso aquecem sobremaneira o coração a uma multidão de mulheres carentes que pululam pelo mundo cibernético. O difícil mesmo é assumir aquilo em que acreditamos, aquilo que somos e temos sem medos nem receios. É escrever o que pensamos sem o pavor dos comentários maldosos. É aceitar a diferença na opinião mas não deixar de rebater. É assumir uma posição e defendê-la com unhas e dentes apesar das vozes contra. É não ter medo de estar sozinhos quando acreditamos que estamos certos. Eu, que não habito este mundo apenas me passeio, não faço a mínima ideia quem sejam os bloggers mais conceituados do país. Tenho a minha lista e nela constam aqueles que, para mim, são os melhores.

É só trocar o leão pelo Coelho e o porco pelo Relvas


    O leão e o porco

O rei dos animais, o rugidor leão,
Com o porco engraçou, não sei por que razão.
Quis empregá-lo bem para tirar-lhe a sorna
(A quem torpe nasceu nenhum enfeite adorna):
Deu-lhe alta dignidade, e rendas competentes,
Poder de despachar os brutos pretendentes,
De reprimir os maus, fazer aos bons justiça,
E assim cuidou vencer-lhe a natural preguiça;
Mas em vão, porque o porco é bom só para assar,
E a sua ocupação dormir, comer, fossar.
Notando-lhe a ignorância, o desmazelo, a incúria,
Soltavam contra ele injúria sobre injúria
Os outros animais, dizendo-lhe com ira:
«Ora o que o berço dá, somente a cova o tira!»
E ele, apenas grunhindo a vilipêndios tais,
Ficava muito enxuto. Atenção nisto, ó pais!
Dos filhos para o génio olhai com madureza;
Não há poder algum que mude a natureza:
Um porco há-de ser porco, inda que o rei dos bichos
O faça cortesão pelos seus vãos caprichos.

                                                                                      
                                                                             Manuel Maria Barbosa du Bocage

Para alguém muito especial...



Grande Cabra!!!!
Mas deixa andar que o teu momento há-de chegar...

terça-feira, 13 de novembro de 2012

Será verdade?

Muse no Dragão em 2013.

Que excitação!!!! Tanta quanto os machos da Golegã...

Agora Escolha (sim estou armada em Vera Roquette)


Fim de semana versão blogger cor de rosinha,

Acordamos cedo. No dia anterior a Gija tinha ligado a convidar-nos para o pequeno almoço. Panquecas com doce de amora e Earl Grey. Rimos enquanto contávamos os sonhos que tivemos durante a noite e quase perdemos a hora. Ás 8 e meia estávamos a caminho. A Miss Smile preparou a banda sonora para a viagem e fomos a cantar as três alegremente, sempre abaixo da velocidade máxima permitida. A Mona recebeu-nos com um banquete que ela amorosamente preparou. Estava um pouco salgado,  a textura era estranha mas, o que conta é a intenção. Rimo-nos dos dotes culinários da Mona. Antes de ir para a Feira do Cavalo, ainda fomos ao canil municipal doar ração. Mal chegamos à Feira encontrei uma amiga que não via há séculos, estava com o marido e um grupo de amigos, acabamos por nos juntar ao grupo, eram super animados. Fomos jantar a um local muito pitoresco e bebemos montes de jeropiga. Passei o jantar a conversar com o Guilherme, que é super giro e interessante. Contei-lhe que adoro cavalos e que ando inclusivamente a aprender a montar, tendo já feito alguns progressos. Ele convidou-me a conhecer os seus cavalos. No fim de jantar fomos todos para a herdade do Guilherme e improvisamos um magusto  à luz da lua. O Guilherme pegou-me na mão e conduziu-me até às cavalariças. Mostrou-me os cavalos e contou-me a história e a linhagem de cada um deles e eu ouvia cada palavra em êxtase. E então lá ficamos, durante horas, em cima de um fardo de palha a falar de uma coisa que ambos adoramos.
 
 
Fim de semana versão  fashion blogger,

Foi um pesadelo preparar a mala para o fim de semana. Detesto fazer malas. Claro que enchi a minha samsonite com montes de toilettes. Uma mulher tem de ter opções. Escovei a samarra, que uso apenas neste dia, tirei o meu chapéu Hermes, comprado nos saldos na Printemps, da chapeleira. Levei as botas de cavaleiro, feitas por encomenda, para o engraxador encerar. Não me consegui decidir entre os brincos pérola e os de rainha, levei os dois. Skinny jeans e a camisa xadrez completava o look country chic. Mal chegamos à Feira do Cavalo, vocês sabem como eu adoro póneis, fomos logo ver as tendinhas de artesanato, comprei umas pulseiras super giras (mais tarde posto umas fotos). A minha perdição veio depois. Entrei na Casa das Peles e apaixonei-me por um vison. Experimentei-o e o meu corpo recusava-se a despi-lo. Ficava-me lindo de mais. Em conversa com o senhor da loja fiquei a saber que esta casa, que tem coisas giríssimas, tem lojas por todo o país e quando disse ao senhor que ia sugerir no meu blog uma visita a esta loja ele propôs logo premiar os queridos seres que  lêem este blog maravilhoso com uma promoção espectacular. Assim, esta querida que tanto vos adora, conseguiu um fantástico desconto de 1,3% em qualquer compra na Casa das Peles. Eu lá vim toda contente com as minhas pantufas com pêlo de ovelha no saco e o vison na mente. Talvez ainda perca a cabeça...
 
 
Fim de semana versão monissimas,
 
Saímos de casa uma hora atrasadas, é o que dá fazer a mala na hora de sair. A meio do caminho já me queixava da fome. Impunha-se ligar à Mona para providenciar o almoço, o que significa reservar restaurante. Almoçamos divinamente, as migas de alheira estavam do outro mundo o leite de creme fabuloso. Quando deixamos o restaurante chovia a cântaros e claro que nenhuma tinha guarda chuva, fodasse lá pró Inverno. Uma corridinha até casa, sempre ajuda a digerir... Depois da preguiça, pés ao caminho para a Golegã. Chegamos (depois de andarmos meio perdidas pelo caminho - normal, e eu amealhar um prejuízo de 10 cêntimos...) demos a volta de reconhecimento, apreciamos os animais e amarrámos o burro junto ao hipódromo central com um olho no jogo de horseball e outro nos cavaleiros que desfilavam à nossa frente. Invariavelmente o tema acabou por descambar para o sexo. Ver aqueles homens, com aspecto de macho, de pêlo na venta, trajados a rigor, postura  recta  e quadril num movimento constante e sugestivo é indissociável da ideia de que, porra uma noite de sexo com um gajo destes deve ser uma suadela e tanto. Depressa se desfiaram algumas fantasias, com palha, selas e varas à mistura. Fizemos o nosso ranking, elegemos os melhores nas diferentes categorias e com o apetite mais que aberto, fomos vingar-nos nuns pratos de mercês e num frango que nunca chegou. Para adoçar o bico decidimos que queríamos um doce regional. Depois de varar a feira toda à procura da doceira decidimos que afinal o que nos apetecia era uma fartura (Freud explica isso). Lá nos contentamos com uma fartura, de dimensões e formas generosas. A noite acabou num bar com música ao vivo a comer pinotes e tremoços devidamente acompanhados.
Domingo foi dia de visitar os amigos. Comer bem, beber melhor e gargalhar muito. Só um pequeno senão, ir com a líbido desperta para uma cidade onde há pirocas em todas as montras não é a melhor das ideias...



*Quem não perceber este título não tem idade para ler este blog.

Coisas da Mona XXIII

Hoje já estou alegre...

Nada como uma noite bem dormida e relaxada para espantar os maus espíritos... Após uma interessante conversa via facebook é claro!

Ontem perguntou-me se eu conhecia o Gerês?
Diz que está a precisar de fazer uma pausa, um retiro, de recuperar forças e que gostava de conhecer o Gerês...

Claro que curiosa, perguntei, um retiro sozinho ou acompanhado?
Sozinho...

Meu menino, o que tu precisas é de um retiro com a Mona!!!
Lá deixei "escapar" que no próximo weekend fico cá a trabalhar... que não vou a casa... se fores fino vens tu a casa, já que a tua mãe vai viajar (ela sim é fina) e tínhamos a casa só para nós... Burro!!! (e lá estou eu a esperar demais... Burra!!!)

segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Rosinha mas, com pintas pretas...

No fim de semana uma amiga disse-me que estava preocupada comigo. Os meus textos parecem-lhe demasiado furiosos, sombrios, revoltosos. Eu já avisei que o inverno tem um efeito sombrio, mesmo dark em mim (acho que noutra vida fui urso ou tartaruga). Tivesse eu o cabelo preto e ainda usasse as minhas Doc Martens seria uma metaleira sazonal. Mas, para provar que não estou afogada numa depressão e, que este mau feitio, efeito colateral do Inverno, é curável com um bom serão com os amigos, ou um fim de semana agitado, aqui vai um post cor de rosinha só para ti S....
 
 

Hoje acordei com o sol. É tão bom acordar com o sol. Adoro este sol de Inverno. Sentir este frio a enregelar-nos os ossos enquanto sentimos o calor na face. Estou bem humorada. Visto o meu casacão, que esconde as formas e a cor que tanto custaram a conquistar mas, eu não me importo, porque estou bem disposta. Saio de casa feliz e cumprimento todos os que se cruzam no meu caminho com um sorriso, um bom dia aqui, outro ali, é tão agradável! No quiosque, ao comprar os jornais e as revistas da moda, reparo que o euromilhões não saiu, decido apostar. Estou tão bem disposta que o universo é bem capaz de me recompensar com 168 milhões de euros. Se assim for (e porque este é um post cor de rosinha e o frio não me incomoda nadinha) vou logo logo à cidade luz comprar uma Boyfriend Bag da Chanel, beber um Moët & Chandon Rosé Impérial no Le Meurice e, quem sabe, conhecer o meu príncipe junto ao Sena.
 

(S. desconfio que vais ter de continuar a aturar a minha versão ácida, o cor de rosinha nunca me ficou muito bem....)