segunda-feira, 28 de janeiro de 2013

A formatação vem de origem...


Fui com o A. ao café. Entrámos. Todos o tratavam pelo o nome. Ele cumprimentou os presentes com uma mãozada. Deteve-se a falar com um homem que nunca vi na vida. Pergunto ao senhor do café quem é o homem. Responde-me que é o Ricardo. Ok. Fico a saber o mesmo. Olho e vejo o Ricardo a rir-se às gargalhadas. O A. já se sentou na mesa dele. A conversa parece interessante. Acabo o café. Pago. Chamo o A. para irmos embora. Pede um chupa para o caminho. Já cá fora, pergunto-lhe quem era aquele homem. Responde-me que era um amigo. Pergunto-lhe se o amigo tem nome. Diz que sim mas, não me diz qual. Pergunto-lhe sobre o que é que estavam a conversar. Pára de repente. Olha-me com a cara mais aborrecida se sempre e responde: conversas de homens. E já chega de perguntas tá?

O A. tem 3 anos!! 






3 comentários:

entreestaslinhas disse...

Lá está, começam cedo.. :P Esse A, dá ideia de ser já um pequeno traquinas. :P

*Elphaba

MisS disse...

Entreestaslinhas, este A. só é pequeno em tamanho, em traquinice é um gigante...

POC disse...

Grande :)