domingo, 26 de maio de 2013

Painting & Poetry XVI



Vincent van Gogh


Porque o amor é simples,
Vale a pena colhê-lo.
Nasce em qualquer degredo,
Cria-se em qualquer chão.
Anda, não tenhas medo!
Não deixes sem amor o coração! 
 
Miguel Torga
 
 

3 comentários:

Filomena Crochet disse...

Linda fotografia,
lindo poema...
e não podia ser diferente,
já que Miguel Torga, é para mim,
o maior poeta da língua portuguesa.

abraços de MF

Filomena Crochet disse...

Linda fotografia,
lindo poema...
e não podia ser diferente,
já que Miguel Torga, é para mim,
o maior poeta da língua portuguesa.

abraços de MF

MisS disse...

Olá Filomena, seja bem vinda a este nosso cantinho.
Estão aqui dois dos meus génios preferidos, o grande Torga que tão bem trata a nossa língua e, o não menos genial, Vincent Van Gogh. Estive no sábado diante desta pintura e não conseguia tirar os olhos dela. Acho que nos transmite muita esperança, tal como as palavras de Torga.
Beijinho.