sexta-feira, 13 de dezembro de 2013

ai Portugal, Portugal, um Kim por dia, nem sabes o bem que te fazia...


(não é que o homem tem mesmo cara de quem levava uma vida devassa...)


Quem me vai lendo sabe que nutro uma certa simpatia pela Coreia do Norte. Gosto da disciplina, gosto do respeitinho, daquelas paradas militares com todos alinhadinhos, do povo a chorar de alegria cada vez que o grande líder passa. Se a tudo isso juntarmos a crença do Bernardino Soares que afirma que aquele regime não é uma ditadura e então, temos um país que deve ser dos melhores do mundo para se habitar, pena que não está aberto à emigração...  Ali não há cá merdas, o povo só tem de trabalhar e adorar o grande líder. É esse o seu destino. Tudo o resto são tentações capitalistas criadas apenas com o intuito de perturbar a ordem natural das coisas.
Sigo com muita atenção o que se vai passando por lá. Gosto de estar a par das últimas movimentações do grande líder, aquele ser tocado por Deus, perdão, que encarna o próprio Deus, que é o melhor do mundo em tudo o que faz, da equitação ao tiro com arco, da culinária ao xadrez, da ginástica rítmica ao canto lírico, e ainda acumula todos esses dotes com o título, renovado ano após ano, de ser vivo mais sexy do sistema solar (by the way, sabiam que ele foi educado na Suiça por um português?, é que tinha de haver dedo de um português em tamanha perfeição!). 
Ora as últimas notícias que nos chegam indicam que ele fez uma purga e mandou executar 100 membros do partido, inclusive o seu tio e mentor. Este era acusado de corrupção, uso de drogas, ser mulherengo e levar uma vida devassa. Como é óbvio, e porque a Coreia é uma nação à séria, foi condenado à morte, com direito a julgamento (sumaríssimo que estes trastes não merecem que se gaste dinheiro público com eles), não pensem que aquilo é uma tirania. 
Claro que mais uma vez eu estou do lado do grande líder! Estas acusações gravíssimas, não merecem outro castigo senão a morte. Fosse assim por estes lados e acabavam-se os problemas de estacionamento, as filas, as listas de espera, o desemprego...


7 comentários:

Sílvia disse...

Lol...
O pessoal por lá deve ser feliz, não tem muito com o que se preocupar!!!

Mariana disse...

O facto do senhor ter sido educado por um português explica muita coisa...

Anónimo disse...

Acho este texto muito triste e nada divertido.

Sílvia disse...

Acha o texto triste porquê?
Deveria achar triste este tipo de regime e não o humor negro que se faz com dele.
Eu por exemplo acho triste (ou chato vá, que o senhor não me era nada) ele ter mandado matar o próprio tio (já para não falar nos outros), você acha triste um texto com humor negro... prioridades... vá-se lá entender as pessoas!!

Sílvia disse...

Mas cada um acha triste aquilo que bem quiser e entender, nada contra, atenção!!!!

MisS disse...

Caro anónimo, a vida pode ser muito triste se não a encararmos com humor...


Inês E. disse...

O Kim não divide nada com os outros meninos.