terça-feira, 12 de junho de 2012

Carta aberta ao Vitor Baía

Querido Vítor,

Antes de mais desculpa-me o trato intimista. Já lá vão longos anos desde que tu, meu querido, entraste na minha vida e por cá tens permanecido sempre mais ou menos presente. Foste um dos meus ídolos de adolescência e, talvez o único que sobreviveu a esse estatuto. Acompanhei muito de perto a tua carreira no nosso FCP. Fiz álbuns com recortes de jornais, gastava a minha semanada a comprar revistas que tivessem fotos tuas, coleccionava autógrafos teus e sonhava com o dia em que te conheceria. Chorei quando partiste para o FC Barcelona mas, não te abandonei. Mesmo à distância continuei a acompanhar e a vibrar com a tua carreia, os teus êxitos, as tuas conquistas. Em 99 tive a imensa alegria de te ver voltar a casa. Vibrei como uma louca no nosso velhinho estádio quando reentraste no relvado. O meu Baía estava de volta! No último jogo no estádio das Antas invadi o campo e trouxe um bocado de relva da baliza de recordação. No vaso para onde transplantei a relva escrevi: "o Baía já pisou esta relva". Sempre te admirei como profissional e como homem. Em todos estes anos de relação, decepcionaste-me uma única vez. Não, não foi quando partiste para Barcelona, esse foi um golpe difícil mas, eu compreendi, era o melhor para ti e eu queria o melhor para ti. Decepcionaste-me profundamente quanto te envolveste com a mãe do teu 3º filho. Via-se a léguas que ela não era mulher para ti. Não sei se algum dos teus amigos te avisou mas, se me tivesses perguntado a mim, ter-te-ia dito que isso não ia acabar bem. É que podes tirar a mulher da lama, mas não tiras a lama da mulher... Vitor o teu talento está nas tuas mãos agora, na tua imagem. Tu não és um génio, não brilhas pela tua inteligência mas, a verdade é que também não precisas, basta que saibas rodear-te das pessoas certas. Em vez de procurares uma mulher com medidas de modelo devias procurar uma mulher inteligente,  que te complete, que defenda os teus interesses, que saiba ter uma conversa que não seja sobre os sapatos que quer (e cujo nome não sabe sequer pronunciar, apenas que tem a sola vermelha e são muito caros). Precisas de uma mulher que te estimule o músculo que menos trabalhaste ao longo da tua carreira.
Sei que o aviso peca por tardio, o mal está já feito e resta-te agora controlar os danos. É incrível como a tua total falta de critérios vai acabar por ter o perverso efeito de ser um mal menor. É que a imagem da rapariga e a sua ambição imensa e inversamente proporcional à sua inteligência, fazem com que tudo o que diz se vire contra ela. 
A verdade é que as lições que a vida nos dá costumam ter custos muito elevados, contigo não será diferente, espero que tenhas aprendido a tua e não repitas o mesmo erro. E, quero que saibas que, se precisares de um conselho amigo, podes sempre contar comigo, eu não terei qualquer pudor em dizer-te a verdade, apenas e só porque quero o teu bem...

Beijo*

11 comentários:

Gija disse...

Eu ainda me lembro do vaso na janela da tua outra casa, e como não deixavas que ninguém lhe tocasse...

Gija disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Pequenos Pormenores disse...

E quem escreve assim não é gago!!! Amei

Pequenos Pormenores disse...

E quem escreve assim não é gago!!! Amei

Pulha Garcia disse...

Não me leves a mal, todos temos pessoas que admiramos mas parti-me a rir com o que escreveste. Acho que és muito superior ao Baía em tudo, o qual aliás - desculpa-me a sinceridade - me parece overrated, sempre com boa imprensa. Teve a sorte de passar por boas equipas e disfarçou o seu fraco talento. Dele lembro-me dos repetidos frangos pela Selecção, de chorar ao intervalo quando jogava pelo Barça e sofria 4 golos do Atlético de Madrid em 45 minutos, etc. Não é por clubite, há muitos jogadores do Porto que admiro. Além disso, parece-me pouco inteligente. Já tu, pela sensibilidade do que escreves e pelo cuidado que pões na escolha das palavras, me pareces um ser por demais elevado. Anyway, é só a minha opinião. Os caminhos do Senhor são insondáveis, e também aqueles de quem escolhemos gostar.

a mulher certa disse...

Este texto está um espectáculo.

Miss S disse...

Caro Pulha, fico feliz por saber que contribuí para alegrar o teu dia. Também tu melhoraste o meu ao insuflares-me ego, grazie ;)

Os caminhos do Senhor são de facto insondáveis e, muitas vezes, pouco perceptíveis...

Miss Smile disse...

A isto se chama a arte de bem escrever...

Sílvia disse...

Definitivamente, alma gémea blogosférica!! Lol

Mona disse...

Esqueces-te de mencionar o dia em que ias entrar pela auto-estrada adentro by foot!!! De tão aparvalhadas que estavamos após os beijinhos ao Baía! Eu nunca me esquecerei desse dia!!!

Mona disse...

Agora "morri" (I die) a mulher certa por aqui? Uma Verdadeira honra...
É um espectáculo!